Ligue agora

(85) 3110.1010

Blog

Iluminação de emergência: entenda o que é e para que serve

A iluminação de emergência é algo ainda pouco frequente na maioria das alas internas de imóveis residenciais. No entanto, elas são praticamente indispensáveis em diversos ambientes, como as escadas dos edifícios. O fato é que, dependendo das dimensões de uma casa, essas luzes de emergência se tornam extremamente úteis.

A seguir, você saberá por que essa iluminação de emergência é tão importante. Boa leitura!

O que é uma luz de emergência?

Basicamente, essas luzes são conectadas a um mecanismo de acionamento automático em casos de falha ou ausência de distribuição de energia elétrica.

Para que serve uma iluminação de emergência?

Geralmente, esse as luzes de emergência são instaladas em lugares com elevado trânsito de pessoas. Nesses locais, elas ajudam a evitar possíveis acidentes durante os períodos noturnos.

Vale frisar que, conforme a legislação vigente, existe uma série de estabelecimentos que devem ter, obrigatoriamente, ter luzes de emergência, como:

  • salas de cinema;
  • instituições de ensino;
  • hotéis;
  • salas de teatro;
  • shopping centers.

Some-se a isso todos esses ambientes, os elevadores e, é claro, as próprias saídas de emergência de todos esses estabelecimentos.

O ideal é que todo o sistema de iluminação de emergência de um imóvel esteja previsto no projeto de construção da obra. Mas é comum e perfeitamente compreensível que algumas pessoas só deem conta da importância do sistema depois de obra ser concluída.

Como esse tipo de iluminação funciona?

O acionamento das lâmpadas ocorre por meio de uma bateria própria. O sistema é pensado para entrar em ação sempre que não houver eletricidade disponível no ambiente.

É importante saber que essas luminárias de emergência contam com graus de intensidade luminosa: baixo e alto. Evidentemente, o ajuste determinará a durabilidade da bateria do dispositivo. Se a luminosidade estiver no nível máximo, haverá maior consumo de energia.

Tendo em vista que esse dispositivo de segurança deve estar sempre disponível para funcionar, é preciso prestar atenção à bateria. A recarga é concluída entre 24 e 48 horas e deve ser feita logo após o retorno da eletricidade ao local.

Assim, o usuário assegura que ela estará pronta para um novo acionamento. A variação de tempo de recarga é razoável, pois ela é influenciada pela voltagem de cada luminária.

Para efetuar o procedimento, é necessário deixar a chave do equipamento desligada durante o período exigido para a recarga completa. Algumas versões mais recentes de luminárias de emergência possuem uma lâmpada de LED que avisa sobre a conclusão da recarga.

Quais são os cuidados na hora de instalar uma luz de emergência?

Antes da instalação, é necessário selecionar um ponto alto do local. Essa precaução dificulta as tentativas de furtos, além de praticamente impedir alterações do nível de luminosidade do dispositivo feitas por terceiros.

Quanto à instalação em si, é importante deixar a luminária fixada na parede. Embora seja possível instalar o dispositivo sozinho, é aconselhável que você busque a orientação de profissionais do setor.

Extremamente prático, o uso de um sistema de iluminação de emergência eficaz substitui aquela antiga preocupação com velas e lanternas. Além disso, o ganho quanto ao nível de segurança proporcionado a qualquer ambiente é inegável — seja residencial ou comercial.

Para conhecer as opções de lâmpadas de emergência ou tirar outras dúvidas sobre o assunto, ligue para (85) 3110-1010 ou nos siga no Facebook! Se preferir, envie-nos um e-mail na nossa página de contato! Nós temos um time de especialistas pronto para oferecer soluções que atendam às suas necessidades!

Leia mais

Comentários

Necessita de mais informação?

Sem problemas! Além do nosso chat online, você pode nos mandar uma mensagem ou pedir um orçamento apenas com 1 clique. Fale conosco. Teremos o maior prazer em oferecer uma solução personalizada para você.

Ligue agora Romae